domingo, 16 de maio de 2010

Eu ganhei um pôr-do-sol de presente!

Eu estava naqueles dias tepeêmicos, em que bate tristeza por nada, irritação por tudo e saudade até mesmo do que nunca aconteceu. Estava com o coração de mãe apertado pelo choro do meu filho diante de uma grande frustração e tentando cumprir a missão de levantar a auto-estima dele, pra que se sentisse orgulhoso de si, mesmo não tendo ganhado uma medalha no seu primeiro campeonato de xadrez. E me bateu uma saudade danada da minha cidade, do mar, da minha família, da pedra na beira da praia em que eu subia nas minhas caminhadas pra pensar na vida enquanto curtia a paisagem, o vento, o sol que eu tanto amo...
Resolvi ficar quietinha, esperando o estado de espírito tepeêmico ir embora. Como eu queria um cafuné, um chamego, algo bacana pra me distrair!
Então peguei o computador, vi alguns e-mails, twittei um pouquinho e fiquei no meu joguinho, esperando o tempo passar, esperando a sensação passar... E como nada - nada mesmo! - acontece ao acaso na vida da gente, um amigo do Rio entrou no msn, várias vezes. A gente conversava um pouquinho, tinha que sair e dizia: "depois volto!". Normal. Tempo que passa. E à noitinha já, ao encontrar com ele de novo, resolvi desabafar: "Estou com saudades do Rio!" Só isso. Mensagem pequena lançada a pessoas especiais na horinha nada coincidentemente certa nos leva a experiências especiais, se estivermos atentos a elas. Porque ele apenas me perguntou: "você viu a foto que postei hoje daqui do Rio?" E lá estava a foto. Nada de mais pra um olhar desatento, mas não pra minha saudade. Um pôr-do-sol na minha terrinha. O Sol que amo ter na pele. O Sol que ilumina a terra onde está a família que eu amo tanto!
E eu me emocionei. Deu nó na garganta. Deu dorzinha no peito. Ai de quem deixa passar esse espetáculo e não se permite vibrar com ele de alguma forma! Lindo! Curti a foto por minutos a fio. Voltei nela algumas vezes. E pensei comigo: só uma pessoa muita linda e especial pra tirar uma foto dessas e ver a beleza do mundo no meio da selva de prédios do meio da cidade. Então resolvi dizer isso ao meu amigo: "essa foto reflete o que você é." E ouvi dele: "Tirei essa foto pra você! Porque sabia que você tem saudades daqui e que ia adorar ver essa cena!"
Pra mim?!
Você já ganhou um pôr-do-sol de presente? Eu ganhei! E posso afirmar: ele tem a capacidade de iluminar um coração e despertar um sorriso que dura até, quem sabe, o próximo pôr-do-sol!
...
Em tempo: pra escrever esse post, apelei pros amigos no twitter: "alguém sabe como se escreve por-do-sol depois da nova regra ortográfica?" E não é que ele me trouxe mais sorrisos ainda? Foi um tal de amigos ajudando, tentando dar a sua versão da ortografia, mandando link de site explicando como ficou... Olha o sol aquecendo mais ainda os relacionamentos! Muito legal isso!

sábado, 8 de maio de 2010

Acordem, Marias Dormideiras!

video
Existe uma plantinha chamada "dormideira" que sempre me intrigou. Conhece? Ela fica lá, aberta, se exibindo tranquilinha, mas faça um carinho nela e ela se encolhe. Ao menor toque, ela se recolhe toda! É como se ela dissesse: "Me deixa aqui na minha! Quem te chamou aqui?! Nem quero saber de ninguém me perturbando..."
Conheço pessoas assim! Verdadeiras "marias dormideiras"! Pessoas que, ao menor toque, se fecham pro mundo. Um comentário que discorde delas e vem uma cara feia, um carinho de surpresa e vem cara de desconfiança, uma oportunidade de viver intensamente e elas se fecham em seu mundinho, com medo de sofrerem, de se decepcionarem, de terem que mostrar que também podem falhar em algum momento... 
Acordem, Marias Dormideiras! A gente tropeça sim, mas se levanta - sozinho ou com a ajuda de amigos! A gente corre riscos de sofrer, mas o risco maior é, por medo, deixar de sorrir! Tem gente que é do mal, sim! Mas tem tanta gente do bem que faz nossa vida mais bonita! Aceitem o carinho alheio exatamente como isso: pura demonstração de afeto! A vida está aí pra ser vivida! Intensamente! Se nao for assim, talvez não valha a pena!